Sindicatos intensificam mobilização em defesa da data-base e demais direitos

Notícia

Os sindicatos ligados ao Fórum das Entidades Sindicais (FES), no qual o Sinteemar faz parte, resolveram intensificar as mobilizações em defesa dos servidores públicos do Estado. A categoria não aceita ficar mais de um ano sem a data-base. As perdas já somam 16,24%. Uma pauta com as reivindicações da categoria foi protocolada no iníciodo ano, mas até agora não houve resposta. A luta também é contra a retirada de direitos.

Há rumores, já divulgados pela imprensa, que o Governo de Ratinho Junior (PSD) estuda o fim dos quinquênios, anuênios, licenças-prêmio entre outros, indo na contramão do discurso propagado. O FES ressalta que depois de eleito, o governador se comprometeu com a valorização dos servidores públicos e com o pagamento da data-base nos quatro anos de seu governo.

Um documento foi entregue recentemente pelos integrantes do FES ao secretário estadual da Administração e Previdência, Reinold Stephanes, no qual há a comprovação de que não existe impedimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para que o governo pague o que determina a Lei.

Segundo o documento, em 2018, o governo do Paraná arrecadou R$ 37 bilhões, sendo que a previsão era de R$ 35 bilhões, ou seja, R$ 2 bilhões a mais e mesmo assim, não realizou o pagamento da data-base. Para este ano, d eacordo com estudos do FES, a previsão é de um crescimento de 6%.