ATO CONTRA A REFORMA ADMINISTRATIVA REÚNE MANIFESTANTES EM MARINGÁ

Notícia
A tarde desta terça-feira, 18 de agosto, foi marcada, mais uma vez, por um dia de protesto contra a PEC 32 – que trata da Reforma Administrativa do governo Bolsonaro. Muitos manifestantes foram até a praça em frente ao Terminal Urbano, para explicar o que é a tal reforma. Esta é quinta vez que os manifestantes se encontraram para mostrar o descontentamento com a atual conjuntura.

Os manifestantes entregaram para a comunidade um panfleto explicativo sobre a PEC e como a medida, se for aprovada, vai  prejudicar não somente os servidores públicos, mas também toda  a sociedade.
A reforma administrativa, proposta pelo presidente, acaba com os concursos públicos, com a estabilidade dos servidores; transfere atividades públicas para a iniciativa privada; veda incorporação total ou parcial de gratificações ao cargo efetivo, que neste caso será o fim da incorporação na aposentadoria de insalubridade, periculosidade, entre outros. Serão proibidas ainda as concessões de adicionais, licença-prêmio, promoções e progressões.

O ato foi organizado pelo grupo Articulação Maringá e contou com a participação de vários sindicatos, partidos políticos, ONG’s e entidades classistas.