Servidores da UEM decidem pelo “indicativo de greve”

Notícia

Por maioria absoluta, os servidores da Universidade Estadual de Maringá, aprovaram indicativo de greve, para o dia 2 de dezembro, por conta do Projeto de Reforma Previdenciária do Estado, acompanhando deliberação dos 23 sindicatos que compõem o FES.

A Assembleia Geral ocorreu na manhã desta sexta-feira, 22 de novembro, no auditório do Trabalhador/Sinteemar, e contou com a presença de docentes e agentes universitários.

Segundo o presidente do Sinteemar, o governo precisa abrir um canal de diálogo efetivo com os servidores, porque até agora o governo fala em diálogo na imprensa, mas na prática isso não ocorre.

Os servidores aprovaram, ainda, a transformação da assembleia de hoje em assembleia permanente. Essa decisão foi tomada, por unanimidade, e, no dia 2 de dezembro, será realizada nova assembleia com a Comunidade Universitária para avaliar o movimento.

Somente o governador pode impedir que os servidores públicos do Paraná entrem em greve.